Irmão Lázaro fala sobre ministério e novo álbum: “A boa mão do Senhor nos direciona

Há 15 anos o cantor Lázaro, então músico da banda Olodum, iniciava seu ministério com o lançamento do CD “Deus é fiel”. Sua conversão foi a chance que ele precisava para mudar completamente de vida e abandonar o vício da droga.

Como todo cantor secular que se converte e abraça a música gospel, Lázaro também sofreu preconceito e desconfiança até que não apenas sua música, mas também seu testemunho de vida começaram a impactar não apenas os evangélicos, mas quem estava fora das igrejas.

Com o lançamento do DVD “Eu Te Amo Tanto”, isso em 2008, o Irmão Lázaro conseguiu alcançar ainda mais pessoas, a canção que dá título ao trabalho se tornou uma das mais tocadas nas rádios de todo o Brasil e foi regravada pelo Padre Marcelo Rossi.

“É muito bom saber que o bondoso Deus fez destas músicas ferramenta para alcançar, abençoar, edificar vidas, independente do credo religioso”, disse o cantor ao avaliar esse sucesso e outros como “Meu Mestre” que também se destacaram no secular e no gospel.

Ao longo desses anos o Irmão Lázaro lançou dez CDs e dois DVDs, e agora prepara o lançamento do 12º álbum “Só Deus” que chegará ao mercado de forma independente e com possibilidade de ser baixado gratuitamente pela internet.

“Esse novo CD vem com uma roupagem diferente, porém com a mesma intenção de todos os outros. Trazer o verdadeiro evangelho de Jesus para a casa das pessoas em forma de música”, diz Irmão Lázaro nessa entrevista exclusiva ao Gospel Prime.

Confira:

Gospel Prime – Quinze anos se passaram desde o lançamento do seu primeiro CD gospel. Como avalia seu ministério nos últimos anos?

Irmão Lázaro – Nessa caminhada a poderosa mão de Deus foi (e é) comigo, de mim mesmo nunca teria chegado até aqui. Só Deus pode levantar e abater, humilhar e exaltar. Sou muito grato por tudo que Ele é e tem feito em minha vida.

Canções como “Eu te amo tanto” e “Meu Mestre” fizeram muito sucesso não apenas no cenário evangélico, mas também no secular. Como você avalia a abertura que teve fora desse segmento?

É muito bom saber que o bondoso Deus fez destas músicas ferramenta para alcançar, abençoar, edificar vidas, independente do credo religioso. No mais, sou apenas o vaso e Ele é o oleiro, a glória é d’Ele.

Muitas vezes os cantores que saem do secular e se convertem enfrentam certo preconceito, você passou por isso por ser ex-integrante da banda Olodum?

Por muitas vezes fui mal interpretado, incompreendido, julgado, mas na multidão de acusação Deus me levantou e fez o que fez. Creio que muitos ainda virão, e serão alcançados pela graça do Senhor.

E hoje, como o Irmão Lázaro é conhecido pelas cidades por onde passa?

Sim… mas não só a pessoa do Irmão Lázaro, mas o testemunho, as canções, o ministério. É muito bom poder passar por vários lugares do nosso Brasil e alguns do mundo, conhecendo partes do corpo de Cristo, olhando no olho de meus irmãos, os saudando com a graça e a paz do nosso Senhor. Oh Glórias!

O disco “Quem era Eu” teve a questão das drogas como tema principal. Qual o tema principal do novo CD “Só Deus”?

Esse novo CD vem com uma roupagem diferente, porém com a mesma intenção de todos os outros. Trazer o verdadeiro evangelho de Jesus para a casa das pessoas em forma de música.

Como foi a escolha do repertório?

A escolha nunca é fácil, pois as canções falam das nossas lutas diárias, situações que toda e qualquer pessoa, que professa sua fé ou não, passa.  Mas, logo, vem a boa mão do Senhor e nos direciona para fazer do jeito que Ele acha melhor.

O disco vem com alguns ritmos novos mesclados com o ritmo baiano que já é marca registrada do seu ministério.  Como foi o processo de produção deste álbum?

Deus sempre quer usar pessoas e não foi diferente desta vez. Estou cercado de pessoas talentosas, usados por Deus, e foi assim que tudo foi acontecendo. São muitas pessoas para agradecer.

Quais as maiores dificuldades de lançar um disco independente depois de passar por grandes gravadoras?

Não vejo nenhuma dificuldade (risos) certo que com gravadora temos a possibilidade de uma distribuição em todo território nacional. Mas creio que a internet tem nos ajudado muito. E a vantagem é que não há nem um tipo de contrato que me impossibilita de vender o disco mais barato para que todos possam levar para suas casas, e até mesmo disponibilizá-lo gratuitamente como fiz agora.

Quais são os projetos futuros para o ministério do Irmão Lázaro?

Ter projetos é sempre bom e é uma iniciativa louvável. Estamos com este CD novo “Só Deus” e iremos caminhando, pois no ministério vivemos por direções que Deus nos dá. A boa mão do Senhor nos guiará.



GOSPEL PRIME

Categoria:Mundo da Musica

Deixe seu Comentário